sexta-feira, 17 de março de 2017

À PROCURA




                       

                       Resultado de imagem para caminhos


           Há um vazio dentro de mim

        difícil de preencher

        Estou procurando o que?

        Não sei dizer.

           Mergulho no fundo
  
           do meu ser,
     
           buscando o quê?

        Nessa eterna busca

        tento compreender 

        este meu caminhar

        à procura do crescimento

        que me levará

        a algum lugar.
                         
                   
                     

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

TRISTEZA



Resultado de imagem para tristeza




Poesia é alegria

Às vezes tristeza.

Choro por dentro

mas com meus lábios sorrio.

Onde andará você,

que se foi e me deixou

assim, tão vazia?...

Olho para as nuvens,

só vejo o espaço infinito...

e aqui dentro do peito,

somente o vazio.








quarta-feira, 21 de setembro de 2016

R U M O






                       Sem perder a fé,
                  
                 sem perder o rumo,
                  
                 aparentemente sozinha
                  
                  no mundo.

                   Um passo, outro passo,

                   outro passo,

                   devagar, divagando...

                    procurando a luz

                    que deve estar lá no fundo,

                     no fundo de mim mesma.

                     Onde? Em que lugar?

                     O pensamento é mar, é espuma,

                     que se derrama na praia.

                     Vem uma onda e carrega,

                     apagando tudo.




quarta-feira, 24 de agosto de 2016

BRUMAS





                                     


                     Te encontrei lá,

                     nas brumas do passado

                    sem saber exatamente onde estavas

                    nem o que fazias ali

                    na beira da estrada.

                    É cedo ou tarde?

                    Só sei que é dura a caminhada

                    onde só existem pedras desgastadas

                    e uma trilha incerta

                    que leva a lugar algum.

                    

segunda-feira, 23 de maio de 2016

OUTROS MARES




             
                  


          Bateu um vento forte

          dentro de mim.

          Vendaval.  Temporal,

           me arrastando, sufocando.
           
           Vida ou morte?
           
           Quem sabe outro norte,

            me orientando
             
            para outros mares 

            de vagas fortes....

            Chegarei, morrerei, talvez...

            renascerei, mais uma vez!    
        

  


     

terça-feira, 5 de abril de 2016

D I V A G A Ç Õ E S




           


             


               Quem sou?
           
               Sou vento, sou árvore, sou mar,
               
               tempestade.
            
               Estou aqui agora,

               amanhã talvez serei sombra,

               aragem, fumaça.

               Finito, infinito, quem sabe?....




domingo, 13 de setembro de 2015

À MINHA MÃE






Mãe, te debruçaste sobre mim,
me acalentando, cantando
canções de amor que acalmavam
minh'alma.

Foste amiga, guerreira,
companheira.

Com teu sorriso singelo,
meigo e amigo,
me dizias coisas 
que eu ainda não entendia.

Cresci,
e te afastaste um dia
para não mais voltar.

Moras aqui, em meu coração,
e te peço perdão
por não ter entendido
que, em teu silêncio
havia amor, doação,
e muita compreensão.

Sei que estás à minha espera
para continuarmos, juntas,
nossa evolução.